Um forma de viver....

Posted by Bárbara Ribeiro

"Os ensinamentos de Buda, nos mostra uma forma de viver, não em que acreditar. Eles são extremamente científicos, empíricos e práticos. Buda não é filósofo nem metafísico. 'E um homem que tem os pés no chão. Segundo ele, você pode mudar sua vida - não é preciso acreditar em nada. Na verdade as crenças são as barreiras que impedem a verdadeira mudança. Comece sem nenhuma crença, sem nenhuma metafísica, sem dogmas. Comece absolutamente despido, sem nenhuma teologia ou ideologia. Comece vazio! Esse é o único           caminho para se chegar a verdade"


OSHO

Acala Vidyaraja - A Divindade Protetora

Posted by Bárbara Ribeiro


Acala Vidyârâja ( ou Fudō Myōō no Japão) é uma divindade hindu da classe dos Vidyârâjas (Myôôs), incorporado no Budismo Tântrico ( Esotérico), aparece de uma forma irada. Acala não é um Buda , e sim
o mais conhecido dos Cinco Reis da Sabedoria. Divindade budista do fogo, é retratado segurando uma espada na mão direita (que representa a sabedoria , e com
ela , a divindade corta da mente dos seres a ilusão e a ignorância) e uma corda enrolada na mão esquerda (para pegar e atar os seres que são governados por suas paixões e emoções
violentas). Ele encaminha os seres para o caminho correto do auto-controle. Acala também é retratado cercado pelas chamas (chamas que consomem o mal e as impurezas deste mundo). Ele se senta em uma pedra lisa que simboliza a paz inabalável e a felicidade que ele oferece para a mente e corpo de seus devotos.

Transmite os ensinamentos de Mahavairocana (Dainichi Nyorai) a todos os seres. Tem a face furiosa que esta simbolizando a força de sua vontade de encaminhar todos os seres a seguir o ensinamentos de Buda. Sua natureza é essencialmente de grande compaixão.

Acala prometeu servir a todos os seres por toda eternidade (este “servir” esta representado no seu cabelo amarrado no estilo de um servo - seu cabelo é amarrado em sete nós e cai para o lado esquerdo de sua cabeça). Tem dois dentes salientes para fora de sua boca, um dente superior e um inferior. O dente superior é apontada para baixo e isto representa a sua compaixão aos que sofrem (corpo/espírito). Seu dente inferior está apontada para cima, que representa a força do seu desejo de progresso em seu serviço para a Verdade. Esta divindade preocupa-se se com os seres que sofrem, ele representa o início da busca religiosa, o despertar búdico. É por esta razão que a figura de Acala é colocado em primeiro lugar entre as treze divindades no Budismo.

Ele é chamado no início de compromissos difíceis, assim como em tempos de guerra, epidemias e desastres. Acala protege contra as calamidades, grandes perigos, na recuperação de doenças ,segurança durante a viagem ou proteção contra assaltos. Acala é também o guia dos mortos, pois ajuda a salvá-los e auxilia em tornar-se Buda nos sete primeiros dias após a morte.

Suas estátuas são geralmente colocadas perto de cachoeiras, montanhas e em cavernas.







Sua síbala Siddham é "ham"


Mantra:

Nômaku sanmanda bazaradan senda makaroshada sowataya un tarata kanman. (Jpn.)

Namah samanta-vajrânâm canda mahârosana sphotaya hûm trat hâm mâm (Skt.)